Aviação, Todos, Viagens

Fly Emirates

Captura de Tela 2016-02-23 às 13.47.29

A convite da Emirates, o Novo Luxo acompanhou de perto a final do Rio Open 2016, maior torneio de tênis da América do Sul que aconteceu de 15 a 21 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro. Diretamente do Corcovado Club, lounge VIP exclusivo para convidados dos patrocinadores, a Direção do site teve uma experiência incrível e emocionante no último domingo.

Captura de Tela 2016-02-23 às 13.48.52

Chegando no local, mesas e sofás estavam por toda parte. Buffet à vontade, assim como serviço de coquetel e bebidas como Stella Artois e Perrier. Muita música e iluminação contagiante, além de áreas dedicadas a alguns patrocinadores do torneio. No espaço externo do Corcovado Club, havia um acesso à quadra dedicado somente aos convidados presentes. Enfim, glamour e muita gente realmente apaixonada por tênis e esporte. Elegantemente, comissárias de bordo da Emirates passearam no lounge e distribuíram informações sobre a companhia aérea, frota e destinos operados.

Captura de Tela 2016-02-23 às 13.47.56 Captura de Tela 2016-02-23 às 13.47.48

No domingo (21), a final feminina iniciou às 15:30, e Francesca Schiavone derrotou a jovem Shelby Rogers, de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 2/6, 6/2 e 6/2. A italiana campeã de Roland Garros 2010 ganha seu primeiro título depois de quase três anos e volta a se posicionar entre as top 100 tenistas do mundo. “Fiz essas anotações em português, independentemente do resultado da final. Quero dividir essa alegria com vocês. Para mim, é um dia de festa, de grande emoção. O Brasil é um país maravilhoso, o sorriso de vocês preencheu meus dias aqui. Obrigada e sorte nas Olimpíadas”, disse Schiavone em português, reforçando seu amor pelo Brasil.

Na chave masculina, o campeão foi Pablo Cuevas, que eliminou Rafael Nadal na semifinal. O uruguaio venceu o argentino Guido Pella por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 6/7 (5) e 6/4. Foi o quarto título da carreira do tenista de 30 anos, o primeiro da série ATP 500. Com o título no Rio, Cuevas se aproximou dos top 30. “Agradeço o apoio dos torcedores nesses dias. Sei que todos queriam Nadal na final, mas de qualquer forma, obrigado”, disse o uruguaio. “É um grande prazer receber o troféu das mãos do Guga, um dos jogadores que eu mais admirava. Cheguei a sair mais cedo da escola para ver jogos dele em Roland Garros. Depois, no ano da despedida dele, tive o prazer de enfrentá-lo”, concluiu o campeão.

Captura de Tela 2016-02-23 às 13.49.49 Captura de Tela 2016-02-23 às 13.51.04 Captura de Tela 2016-02-23 às 14.00.21

Os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, nas duplas, foram os vencedores do Rio Open 2016. A paraguaia Veronica Cepeda Royg e a argentina María Irigoyen também ergueram o troféu na cidade maravilhosa. Veja números curiosos do torneio:

Quadras de saibro: 9 (sendo uma a Quadra Central)

Capacidade da Quadra Central: 6.200 pessoas

Atletas (Rio Open): 94 atletas (49 homens e 45 mulheres)

Nacionalidades dos atletas: 31 países
Brasil, Croácia, Espanha, Nova Zelândia, Suécia, Estados Unidos, Holanda, Argentina, Bulgária, Colômbia, França, Itália, Alemanha, Eslováquia, Suíça, Romênia, Paraguai, Israel, Japão, Ucrânia, França, Uruguai, Reino Unido, Colômbia, Portugal, Áustria, Sérvia, Chile, Principado de Liechtenstein, Romênia, Montenegro.

Partidas disputadas: 92 (31 simples masculina, 31 simples feminina, 15 duplas masculinas, 15 duplas femininas)

Profissionais envolvidos no evento (organização, produção, freelas, segurança, limpeza, orientadores, entre outros): Aproximadamente 2.300 pessoas

Membros da ATP e WTA: 20

Juízes de linha: 67

Juízes de cadeira: 13

Árbitro geral: 1

Assistente de arbitragem: 1

Chefe de juízes: 1

Visitantes/Público: 45 mil pessoas

Boleiros: 74

Chefe de boleiros: 1

Raquetes encordoadas: 627 (aproximadamente 8 km de corda)

Quadristas (responsáveis pela manutenção das quadras durante os jogos): 24

Chefe de quadristas: 1

Bolas usadas: 9.360 (jogos e treinos)

Treinos marcados: aproximadamente 500

Água consumida (em garrafas): 23.328

Gatorade em garrafas (atletas): 600 garrafas

Bananas consumidas pelos atletas (de 12/2 a 21/2): 200 kg

Jornalistas credenciados: mais de 300

Patrocinadores: 37 + 4 media partners

Transmissão para quantos países: 182 países

Premiação ATP: US$ 1.353.205

Premiação WTA: US$ 250.000

Há vinte anos, a Emirates se dedica a patrocínios nos Emirados Árabes e no mundo. Segundo a companhia aérea, o patrocínio é essencial dentro da estratégia de marketing. “Consideramos o patrocínio uma das melhores maneiras de nos conectarmos com nossos passageiros. Permite compartilhar e apoiar os interesses dos passageiros, estabelecendo uma relação mais próxima com eles”, afirmou o Presidente e Diretor Executivo, Sua Alteza Sheikh Ahmed bin Saeed Al-Maktoum.

Os patrocínios giram em torno do futebol, rúgbi, tênis, esportes automobilísticos, corridas de cavalos, golfe, críquete, arte, cultura, entre outros, sendo que no tênis, por exemplo, o portfólio da Emirates inclui alguns dos eventos mais importantes do ATP e WTA, incluindo dois dos quatro Grand Slams, Roland Garros, na França, e US Open, nos Estados Unidos.

Fly Emirates e viva experiências!

Captura de Tela 2016-02-23 às 14.03.26

Fonte: Rio Open 2016, Emirates e Novo Luxo – fotos: FotoJump/divulgação e arquivo pessoal (21/02/2016)

Deixe uma resposta